VEJA NOSSAS NOVIDADES



AdobeStock_191452160-1200x786.jpeg

Veja como as empresas podem melhorar a saúde dos colaboradores e entenda a importância de manter exames e informações médicas sempre atualizados.

É cada vez maior o número de profissionais com problemas de saúde mental, emocional e físico no ambiente de trabalho. O estresse diário, o esgotamento e a Síndrome de Burnout são alguns dos principais fatores de adoecimento nas empresas. E as consequências disso muitas vezes são diretas, resultando em afastamentos ou até mesmo demissões, em alguns casos.

Não é uma situação fácil, principalmente quando a pessoa atingida é amiga e próxima de todos os funcionários. Nestes momentos, uma boa gestão e uma forte parceria com o RH podem trazer o equilíbrio nesta relação, principalmente tomando medidas para o bem-estar e saúde de todos.

Investir na saúde dos colaboradores pode melhorar a produtividade e, consequentemente, os resultados da empresa.

Problemas de saúde como diabetes, hipertensão arterial, distúrbios cardiovasculares, depressão e ansiedade, entre outros, aliados ao estresse, falta de tempo e hábitos nada saudáveis são cada vez mais comuns dentro das empresas.

E tudo isso está relacionado direta ou indiretamente no desempenho dos profissionais.

É necessário que a empresa tenha um olhar individual para cada funcionário, já que muitos podem esconder o problema que estão enfrentando, seja por medo ou vergonha – principalmente aqueles ligados a doenças emocionais ou mentais.

Por isso, investir em uma melhor qualidade de vida dentro da empresa é fundamental, já que afeta o desempenho e engajamento dos seus colaboradores.

Mas para as empresas mais apáticas sobre o assunto, listamos 3 motivos em que as empresas devem investir na saúde dos seus funcionários.

3 motivos para investir na saúde dos colaboradores

Melhoria da produtividade: Quando os funcionários cuidam da saúde, seus desempenhos melhoram no trabalho, já que possuem mais disposição e ficam menos doentes – e, consequentemente, faltam menos ao trabalho

Melhor saúde mental: menos ansiosos ou tensos, os profissionais conseguem ter mais clareza tanto para criar quanto para resolver problemas.

Menos gastos: funcionários saudáveis ajudam a empresa a gastar menos. Isto vale tanto para as faltas por motivo de doença quanto para os planos de saúde.

Além disso, investir na saúde dos colaboradores de uma empresa significa não apenas criar um ambiente de trabalho positivo, sadio e equilibrado; mas também dar condições daqueles que já possuem alguma patologia de cuidar da saúde e seguir com os tratamentos que já faz. Por exemplo, oferecer benefícios de saúde como descontos em medicamentos ou a possibilidade de apoio em tratamentos de alta complexidade.

As empresas devem planejar a implementação de criação de políticas, comunicação, recursos de treinamento e até mesmo tratamento.

A importância de manter os exames médicos periódicos atualizados

Outro ponto importante para manter a saúde da equipe, é que os funcionários mantenham sempre atualizados os seus exames médicos periódicos.

Os exames médicos periódicos servem tanto para detectar e prevenir doenças quanto para atestar uma boa saúde do funcionário e, assim, continuar realizando seu trabalho sem qualquer problema.

Assim tanto a empresa estará dentro das exigências trabalhistas como, também, terá condição de melhorar a qualidade de vida dos seus colaboradores, quando o exame assim indicar.

Todas estas práticas na verdade são como uma cultura de apoio, onde a empresa apoia e proporciona uma vida mais saudável para seus funcionários e, consequentemente, cria um ambiente corporativo muito mais saudável.

Com uma postura colaborativa assim, a empresa reduz a rotatividade, evitando a fuga de talentos, e faz com que os funcionários batalhem por uma melhora de desempenho, o que só trás benefícios para ambos os lados.


Fotolia_101892070_Subscription_Monthly_M-1200x798.jpg
21/set/2018

Recebeu más notícias do seu médico? Veja como enfrentar esse diagnóstico delicado com calma e determinação para seguir em frente e dar os próximos passos.

Receber más notícias do seu médico pode ser devastador. Não é fácil enfrentar o diagnóstico de uma doença grave ou de tratamento complicado.  É um momento paralisante, onde todas as preocupações anteriores desaparecem e você se depara com um território novo e aterrorizante.

O diagnóstico complicado é delicado tanto para o paciente que o recebe quanto para o médico que o comunica. E por mais que o tempo pareça parar e você não saiba o que fazer, é preciso seguir em frente.

Sentir medo e dúvida são totalmente normais nesse momento. Mas é importante para a sua saúde, entretanto, manter o foco no que pode aprender durante esses tempos difíceis e encontrar ajuda  para manter a calma para tomar as decisões corretas.

Aprenda o máximo que puder

Ao receber um diagnóstico delicado, procure aprender e pesquisar o máximo que puder sobre a doença, a sua situação e as opções de tratamento. Não fique com vergonha, pergunte tudo o que puder (e quiser) para o médico. Esse é o momento de colocar todas as cartas na mesa.

Uma dica é ter sempre alguém com você durante as consultas. Ao receber o diagnóstico, você pode ser incapaz de se concentrar ou de pensar racionalmente. Por isso, sua companhia poderá fazer as perguntas necessárias e até transmitir mais calma e tranquilidade.

Ter uma visão clara dos fatos vai te ajudar a pensar nos próximos passos. Às vezes o medo desaparece ao descobrir que um simples procedimento pode resolver o problema. Mas quando é preciso encarar um tratamento mais demorado, ter apoio e o máximo de informações possíveis ajudará a reduzir a ansiedade para trilhar esse caminho com mais confiança.

Cuidado com as informações que você obtém

É totalmente normal querer buscar na internet mais informações sobre a doença com a qual você foi diagnosticado, bem como seus respectivos tratamentos. Mas tome muito cuidado com isso.

Tenha em mente que muitos sites contêm informações incorretas ou baseadas em pesquisas desatualizadas. O ideal é perguntar ao seu médico se ele conhece algum site confiável onde você possa obter mais informações sobre o seu diagnóstico.

Peça uma segunda opinião

Se o diagnóstico que você recebeu é grave e implica em uma cirurgia ou tratamento de risco, procure uma segunda opinião médica.

Faça isso também em relação aos tratamentos a serem realizados. Você precisa estar ciente de todas as opções e alternativas possíveis.Uma segunda opinião médica pode complementar e contribuir para tornar o diagnóstico mais assertivo, proporcionando mais segurança ao paciente.

Esteja preparado para mudanças positivas na sua vida

Não é incomum pessoas que passaram por doenças graves afirmarem que suas vidas se tornaram mais significativas depois dessa experiência, mesmo que tenham ficado com alguma sequela. O fato de estarem vivas, poderem retomar suas rotinas e estarem próximas das pessoas que amam tornam-se motivos de alegria e gratidão para essas pessoas.

Receber um diagnóstico delicado não é fácil. Mas com fé, determinação, informação e apoio, o percurso do tratamento torna-se menos longo e mais fácil de ser percorrido.